quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Faça o que puder, com o que tiver e onde estiver

Ari e Celinho: "estamos aprendendo!"
"Trabalho aqui há oito anos e é a primeira vez que vejo alguém pensar nas pessoas que não enxergam na hora de montar uma exposição", disse uma funcionária do setor de limpeza da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes.

E é um sentimento maravilhoso saber que podemos contribuir para a criação de uma cultura para a diversidade nas organizações públicas. O Ver. Rubens Benedito Fernandes ("Bibo"), presidente da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, não só recebeu bem a imaginaSOM, como nos apoiou permitindo uma instalação de alerta direcional no piso do Espaço Cultural para dar aos visitantes com deficiência visual, maior autonomia durante a visitação.

Pode parecer simples, mas com esta adequação, demos um grande passo na aplicação do conceito de desenho universal. Ari e Celinho, técnicos da manutenção, gostaram da experiência. A lição que deixamos é que não precisamos aguardar processos burocráticos para garantir a acessibilidade. Só precisamos sensibilizar pessoas e seguir o lema de Theodore Roosevelt: "faça o que puder, com o que tiver e onde estiver". Simples assim.